Tipos de fechos e indicações de uso

Tempo de leitura: 3 minutos

Os fechos fazem parte do grupo de elementos de finalização na montagem de acessórios. Para trabalhar com eles, é importante conhecer os tipos existentes no mercado que, aliás, são muitos! Você encontrará uma gama de formatos e tamanhos para comprar. Por isso, reunimos aqui os mais conhecidos, aqueles que poderá encontrar facilmente nas lojas especializadas em montagem de semijoias e bijuterias finas:

fecho-mola Fecho mola: este tipo de fecho possui uma mola interna que lhe permite abrir e fechar quando o gatilho é pressionado. A argolinha é para conectar o fecho à peça que estiver criando. Indicado para colar ou pulseira.
fecho-mosquete Fecho lagosta: são fechos extremamente seguros e seu formato lembra uma garra de lagosta. Possuem uma argolinha soldada para a conexão com a peça onde será usado. Você pode encontrar no mercado fecho lagosta em outros formatos como o de coração, por exemplo. Indicado para colar ou pulseira.
fecho-italiano Fecho italiano: também é um tipo de fecho lagosta, porém mais fino e alongado. Este não possui argola, mas um passador para conectá-lo ao acessório. Indicado para colar ou pulseira.
fecho-s Fecho S: Este fecho tem duas partes: o gancho e geralmente uma única peça com duas argolas em cada curva do S. Indicado para uso em colares.
fecho-anzol Fecho Anzol: possui também 2 partes: uma tipo anzol e a outra geralmente em formato de 8.Indicado para uso em colares.
fecho-t Fecho T: este fecho vem com 2 partes: uma é o T e a outra é uma argola mais grossinha onde se passa o T para fechamento da peça. Ambas as partes possuem uma argolinha soldada para conexão. Indicado para colar ou pulseira.
fecho-magnetico Fecho Magnético: Podem ter formatos bem variados, mas as duas partes que compõem este fecho possuem uma argolinha para conexão e na parte interna, um ímã para o fechamento. Este fecho quando usado na criação de peças se torna uma ótima opção para quem tem problemas nas mãos como artrite, por exemplo, onde o fechamento com um íma seria mais fácil do que os outros tipos de fechos que exigem maior precisão. Indicado para colares e pulseiras.
fecho-gaveta Fecho gaveta: são duas partes onde a primeira (sem argola) é encaixada dentro da segunda (com argolas). Este tipo de fecho é para ser usado em peças com 2 ou mais fios de contas. Indicado para colares, pulseiras ou braceletes.
fecho-trava Fecho Trava (ou caixa): possui formatos variados como quadrados, navetes e ovais. Possuem duas partes, sendo uma delas uma espécie de trava que entra na outra parte (caixa) fechando com um click. Indicado para colares e pulseiras.
fecho-pressao Fecho de pressão: geralmente em formato de tubinho, este fecho possui uma borracha dentro de uma das partes e a outra é uma espécie de pino que é empurrado na borracha até que haja o fechamento. Possui argolinhas em ambas as partes para a conexão. Por ser um fecho que necessariamente precisa das duas mãos para manuseá-lo, é mais indicado para colares.
fecho-rosca Fecho rosca: contém duas partes, ambas rosqueadas para serem “aparafusadas” uma na outra. Possuem argolinhas nas duas partes e assim como o fecho de pressão é aconselhável seu uso apenas em colares.
fecho-boia Fecho bóia: seu funcionamento é parecido como do fecho mola. Possui uma molinha interna e normalmente vem em duas partes. A primeira é o fecho – similar a uma bóia – e a outra uma peça com o formato de 8. Indicado para colares e pulseiras.
fecho-colchete Fecho Colchete: como seu nome já diz, lembra um colchete de roupa. Duas peças que encaixam uma na outra e ambas possuem argolas para a conexão. Indicado para colares de preferência com 2 ou mais fios de contas.

Para todos os fechos

Quando for criar uma peça que precise de fecho, observe-a e tente usar um fecho que no conjunto, fique harmonioso. Na prática, se fez um colar delicado com contas pequenas, use fechos com tamanho pequeno; se fez um maxi colar, use fechos maiores, tipo um bóia grande. Se você fez um bracelete de 5 voltas e usou separadores de 5 saídas, use fechos que contenham a quantidade de “saídas” iguais ou próximas. Por hora é só! Ah, se você tiver outras dicas sobre fechos, compartilhe com a gente!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *